O que Azenha nos quer dizer?

Ainda estarrecido com a decisão de Luiz Carlos Azenha em deixar de publicar suas opiniões no blog Vi o mundo ficamos sem mais um espaço alternativo de formação e informação política.

Apesar de não ser advogado, mas como um leigo, pode-se observar que a liberdade de opinião deveria ser preservada à todos(as), entretanto, devemos recordar Salvador Allende; “ não basta que todos sejam iguais perante a lei. É preciso que a lei seja igual perante todos.” Ao que me parece não é o que ocorreu  ou está ocorrendo no caso de Azenha e tantos outros na justiça brasileira.

No seu último post, diretamente e indiretamente Azenha nos faz refletir. Será que a mídia alternativa é realmente forte para combater sozinha o monopólio da comunicação brasileira? Caberia este papel somente a meia dúzia de blogueiros?

Ao mesmo tempo a mídia alternativa não espera muito de um governo dito democrático e popular em querer por sua própria vontade democratizar as comunicações no Brasil? Não seria, talvez, que estamos colocando muita força no movimento digital / virtual e esquecemos um pouquinho que as conquistas só poderão ser obtidas com mobilização democrática e popular real? Nessa questão, não ficamos dependentes do governo?

Quem sabe essa decisão de Azenha nos dê um puxão de orelhas que a batalha pode ter sido perdida, mas só venceremos essa guerra com mobilização de forma coletiva e unida, com forte pressão ao governo pela democratização da informação.

O primeiro passo, quem sabe, estará sendo dado em reunião em defesa do blog Viomundo que será na próxima terça-feira, 2, às 17 horas, na sede do Barão de Itararé. Sede do Barão de Itararé que fica na rua Rego Freitas, 454, República, São Paulo, SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>